Está pensando em formar uma família? Saiba quais os cuidados nutricionais você deve ter.

A evidência está cada vez mais clara: o estado de saúde das futuras mamães é determinante para uma gestação saudável e para o bem-estar, tanto do bebê quanto delas mesmas. No entanto, muitas não dão atenção suficiente a forma como se alimentam antes da gestação e pensam que suas atitudes relacionadas ao estilo de vida não têm impacto na saúde de seus futuros filhos. Por outro lado, estudos científicos mostram que a forma como absorvemos os nutrientes e os metabolizamos, sofre influência, não só da nossa alimentação ao longo da vida, mas antes disso, da alimentação que nos foi transmitida por nossas avós. Daí a responsabilidade de qualquer mulher em idade fértil em manter uma dieta saudável para garantir não só sua saúde como otimizar o desenvolvimento de seu futuro bebê.

Para essas mulheres que pensam em formar uma família ou aumentar o número de membros, seguem cinco conselhos:

1. Alimentação saudável

Assegure-se de oferecer, diariamente, ao seu corpo alimentos ricos em nutrientes essenciais, consumindo frutas, verduras e legumes de cores distintas. Consuma regularmente grãos, sementes e oleaginosas, carnes magras e peixes gordos de água salgada. No caso dos lácteos, prefira os desnatados e prefira alimentos pobres em açúcar e gorduras. Faça de 4 a 6 refeições por dia, três principais e lanches intermediários no meio da manhã e da tarde.

 

2. Cuide do seu peso

Um peso corporal saudável é a chave para uma gestação saudável, tanto para mãe quanto para o bebê. Por outro lado, a obesidade, o excesso de peso ou o baixo peso estão relacionados com infertilidade e com doenças associadas à gestação, tais como, diabetes gestacional, eclampsia e dislipidemias. Para àquelas mulheres que estão nessa situação, a recomendação é alcançar um peso saudável, pouco a pouco, e sob supervisão profissional.

 

3. Analise e modifique seus hábitos

Se está pensando em ter um bebê, deve rever alguns hábitos. Antes de engravidar é um bom momento para parar de fumar ou evitar o tabagismo secundário. O tabagismo está relacionado com a gestação de alto risco, principalmente com o baixo peso ao nascer. Não ingerir bebidas alcoólicas durante a gestação também é importante, assim como evitar o uso de medicamentos sem prescrição médica. Evite também o consumo de peixes e frutos mar crus e aqueles que podem ser provenientes de águas contaminadas por mercúrio.

4. Consuma adequadamente os nutrientes que seu corpo precisa

Uma dieta completa e equilibrada certamente pode ser uma excelente fonte de nutrientes essenciais para a gestação, tais como, cálcio, ferro, ácido fólico e colina. Mas para garantir o consumo nas quantidades adequadas, pode-se considerar também o uso de multivitamínicos ou alimentos fortificados. A ingestão desses nutrientes pode garantir ossos fortes e sangue bem oxigenado capaz de transportar todos os nutrientes para o bebê, além de assegurar o pleno desenvolvimento do sistema nervoso central.

5. Equilibre seu estilo de vida

Hidrate-se corretamente, descanse e durma entre 7 e 9 horas por noite, respeitando o horário de ir para cama. Exercite-se de acordo com a sua condição física, mas siga as recomendações internacionais de pelo menos 150 minutos por semana e desenvolva uma rotina que te permita relaxar, liberar o estresse e manter os níveis de energia. Fique atento a sua respiração e ao seu sorriso, são estratégias brilhantes para o seu bem-estar e cuidado pessoal.