O que as crianças devem comer antes das atividades físicas

Como já sabemos, a prática de atividades físicas é muito importante desde a infância, isso porque, o exercício contribui com o desenvolvimento físico e cognitivo, melhora a autoestima e confiança, reduz o risco do excesso de peso e de algumas doenças.

E para preparar seu filho para as atividades físicas e aproveitar o melhor desempenho é importante estar atento na alimentação para que a criança coma a quantidade ideal de calorias, que são responsáveis pela energia do corpo, sem que ocorram prejuízos ao crescimento e desenvolvimento. Além disso, o consumo de proteínas e de algumas vitaminas e minerais também precisão de atenção.

Então quais são os nutrientes de maior atenção durante a atividade física?

Carboidratos: eles devem ser os maiores contribuintes pela energia que a criança come. Isso para garantir que os músculos se desenvolvam de forma adequada e para que o desempenho seja mantido, sem que a criança fique cansada com facilidade. Alimentos que são fontes de carboidratos são os cereais (prefira sempre os enriquecidos com vitaminas e minerais), frutas, pães e tapiocas.

Proteínas: crianças e adolescentes precisam de mais proteína do que os adultos, porque elas são fundamentais para a fase de crescimento. Com a prática de atividade física, comer alimentos ricos em proteína é ainda mais importante, devido o ganho de massa muscular e força. Os alimentos fontes de proteína são leite, ovos, carnes, feijões e soja.

Cálcio: é fundamental para garantir ossos saudáveis, especialmente em crianças, pois a estrutura do osso ainda está em desenvolvimento. Além disso, o consumo adequado de cálcio reduz o risco de fraturas. As fontes são leites e derivados e bebidas vegetais e de frutas enriquecidas com cálcio.

Ferro: é muito importante na fase de crescimento devido ao aumento da musculatura e da quantidade de sangue no corpo. A falta de ferro pode levar à anemia que reduz o desempenho físico. As fontes desse mineral são carnes vermelhas, feijões e folhas verde escuros como, por exemplo, o espinafre.

Vitamina D: a falta dessa vitamina está causa redução e atraso do crescimento, fraqueza muscular e deformidades dos ossos. Apesar de sua alta relevância, são poucos os alimentos fonte de vitamina D, sendo necessária a exposição ao sol. Uma excelente alternativa para obter a vitamina D são os alimentos enriquecidos com essa vitamina.

Como se preparar para o exercício?

É importante oferecer para os filhos boas fontes de calorias como, por exemplo, um lanche com ovo cozido, uma fruta e biscoito de aveia enrquecido com vitaminas e minerais, para que as necessidades sejam atingidas, principalmente a vitamina D, que é pouco disponível nos alimentos.

A quantidade de comida também influencia, pois lanches ou refeições muito grandes podem atrapalhar o desempenho durante a atividade, causando náuseas e desconfortos estomacais.

Um nutricionista para adequar a alimentação de seu filho, de acordo com as necessidades dele, de maneira individualizada.

Referências:

Active Healthy Living: Prevention of Childhood Obesity Through Increased Physical Activity. PEDIATRICS (2006), 117(5), 1834–1842. doi:10.1542/peds.2006-0472 

Bueno, A. L., & Czepielewski, M. A. (2008). A importância do consumo dietético de cálcio e vitamina D no crescimento. Jornal de Pediatria, 84(5), 386–394. doi:10.2223/jped.1816 

Juzwiak, C.; Paschoal, V.; Lopez, F. Nutrição e atividade física. Jornal de Pediatria. v.76, 2000.

Physical Fitness and Activity in Schools. PEDIATRICS, (2000) 105(5), 1156–1157. doi:10.1542/peds.105.5.115600A0