8 nutrientes essenciais para reforçar a imunidade contra gripes e resfriados

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

8 nutrientes essenciais para reforçar a imunidade contra gripes e resfriados

  Entra e sai de ar condicionado, pés descalços,  roupa molhada depois da aula de basquete,… . Essas pequenas situações na nossa rotina podem criar condições para maior disseminação do vírus da gripe.

A gripe é uma doença que ocorre quando o organismo é infectado pelo vírus influenza e já, os resfriados são causados por rinovírus,  coronavírus ou outros.    

Procedimentos simples que incluem alguns hábitos de higiene, como lavar as mãos,  e não compartilhar objetos de uso pessoal podem ajudar a evitar a contaminação.  Mas, cuidar da imunidade é a chave para prevenir  gripes e resfriados em qualquer época do ano.

O sistema imunológico é o mecanismo de defesa natural do corpo, projetado para protegê-lo contra as doenças e infecções, modular a inflamação e manter uma boa saúde ao longo da vida.   

O sistema imune é composto de duas linhas de defesa: o sistema imunológico inato, fornecendo uma resposta rápida e inespecífica; e o sistema imunológico adaptativo, gerando uma resposta duradoura e específica.

As carências nutricionais, interferem diretamente no fortalecimento do nosso sistema de defesa. Conheça os 8 nutrientes Mais associados com a resposta adequada do sistema imunológico:

– Vitamina A,

– Vitamina B6

– Vitamina C

– Vitamina D

– Vitamina E

– Selenio

– Zinco

– Omega-3

Por isso, consumir os alimentos fontes e fortificados com esses nutrientes é fundamental para otimizar a saúde do nosso sistema imunológico.

Então, lembre-se sempre de garantir uma alimentação variada, contendo  frutas, verduras, legumes, cereais integrais, leguminosas, lácteos e peixes, pois esse alimentos são fontes importante de vitaminas, minerais e ômega-3. Em qualquer lugar, leve lanchinhos práticos, saudáveis e quando industrializados, escolha sempre a versão enriquecida com os  vitaminas A, B6, C, D e E, de minerais selênio, zinco e ômega 3).

Converse com o seu médico ou nutricionista, já que usar suplementos nutricionais também pode ser também uma boa alternativa.